Design

O mito do barbeiro já era: aprenda bioconstrução

O mito do barbeiro já era: aprenda bioconstrução

Um dos maiores mitos da bioconstrução, derivado de uma política de desvalorização das antigas casas de pau-a-pique, é o mito do barbeiro. De fato, qualquer casa que contenha buracos e frestas, pode oferecer espaço para insetos se alojarem. Entretanto, esse não é mais o caso das modernas casas da arquitetura vernacular, ou arquitetura de terra crua. Um bom reboco natural e acabamento orgânico garante beleza, conforto térmico e saúde a esse tipo de casa, que, por se utilizarem de matérias-primas naturais e locais, não contem COV’s Continue lendo

Plante água: aprenda uma das técnicas mais simples da permacultura

Plante água: aprenda uma das técnicas mais simples da permacultura

Curva de nível é uma coisa básica que se aprende quando se pensa com a natureza. Nossos ancestrais já sabiam e por isso cultivavam com inteligência e eficiência em sistemas de “terrazos” e canais de infiltração. Vendo o estado de nossos rios assoreados, parece que os homens não sabem mais o que é isso. Permacultura e design de águas A permacultura oferece muitos caminhos para se pensar a integração entre os sistemas de captação de água e a produção de vida, energia e alimento em Continue lendo

CIDADES DOENTES: Saiba por que a dengue é um sinal

CIDADES DOENTES: Saiba por que a dengue é um sinal

A dengue é uma doença de ambientes em desequilíbrio. Os melhores agentes de saúde sabem que o perigo está mais em caixas d’água e locais artificiais, onde a água se acumula, do que nas águas de lagos e poças que ficam em meio a ambientes naturais. E por que? É que nos ambientes naturais há mais biodiversidade: mosquitos de outras espécies, insetos, lagartos, sapos, libélulas, peixes e toda sorte de predadores que fazem um controle natural da população de Aedes aegypti. Na permacultura, levamos para a Continue lendo

Feche os seus próprios ciclos: conheça o banheiro seco

Feche os seus próprios ciclos: conheça o banheiro seco

Chega de usar água para transportar fezes e urina. Esse material que contamina nossos rios poderia estar adubando nossos solos. A técnica é segura. Basta seguir algumas indicações.  Anualmente, mais de 45 milhões de toneladas de nitrogênio, fósforo e potássio, nutrientes fundamentais para a agricultura, são despejados nos nossos rios e contribuem para a proliferação de microrganismos maléficos à vida nas águas. Na China e no Oriente, a técnica do banheiro seco já é conhecida há milhares de anos. Na agricultura ocidental, o preconceito faz Continue lendo

Trabalhe menos: aprenda com a natureza (Hugelkulture)

Trabalhe menos: aprenda com a natureza (Hugelkulture)

Uma das maiores contribuições da permacultura para a agroecologia é a criação de ambientes planejados com máximo design, aproveitamento de resíduos e eficiência energética (Não produza desperdícios!). Explicando melhor… Ecodesign Observando a vida e seus padrões de funcionamento, nós, permacultores/as, buscamos criar sistemas que trabalhem com a natureza e não contra ela, diminuindo o nível de esforço humano (trabalho). A ideia é fazer intervenções mínimas para obter máximos resultados. Criar sistemas automatizados que funcionem a partir da energia gerada e reciclada por seus próprios resíduos; Continue lendo

Máximo design – mínimo esforço: autoirrigação

Máximo design – mínimo esforço: autoirrigação

Mais uma tecnologia permacultural, a partir do princípio de observar a natureza e copiar seu funcionamento, criando técnicas com máximo design e que irão exigir mínimo esforço. Na natureza, a capilaridade atua garantindo o suprimento de água subterrânea para as raízes das plantas. Assim também podemos criar nossos canteiros aproveitando dessa inteligência natural. Bill Mollison: “a grande mudança que necessitamos fazer é de consumo, para a produção, mesmo que em pequena escala, em nossos próprios quintais. Se 10% de nós fizessem isso, haveria o suficiente para todos. Assim, Continue lendo