Menos é mais: a experiência de um ano sem Energia Elétrica

“Quanto menor a necessidade, maior a liberdade.”

(E. Hiroshi, citado por meu amigo Euro Caetano)

Tudo começou porque o lugar era bonito e “virgem”. Sair colocando coisas humanas e barulhentas – postes, fios, luzes- não combinava muito bem.

Ao invés de ligar o inversor, usamos sua saída USB para carregar equipamentos a 12v

E lá fomos nós, uma família de 4 pessoas, para nosso espaço dos sonhos, sítio e campo de experimentos em permacultura ou, como preferimos chamar, nosso território de brincar. O propósito de criar um Jardim do Éden parecia combinar bem com energias livres e alternativas, pesquisa que começamos então a desenvolver.

Convencendo a família

Deu um pouco de trabalho convencer meu filho de 8 anos a abrir mão do computador e dos games, mas como na nossa família temos desapego como valor, ele logo se interessou pela proposta de fazermos uma experiência temporária de uma vida diferente.

O fato é que eu acho que ter eletricidade em casa dá muito mais trabalho que facilidade. Tudo depende do referencial. É uma questão de prioridades. Pra mim, o mais importante é a saúde e harmonia da minha família. Com a energia elétrica em casa, e, portanto, computador, jogos, Facebook e outros entretenimentos, sobrava pouco tempo pra gente estar realmente juntos e desfrutar da companhia uns dos outros/as.

Hoje, anoitece lá em casa e a gente deita na rede para ver as estrelas e fica conversando por horas. Também cozinhamos juntos, ouvimos rádio AM de pilha, sons da natureza, e ficamos muito mais unidos/as.

A lâmpada LED lá de casa. Parece pisca de Natal só que não fica piscando.

É claro, banhos frios, luz de velas, e bateria limitada no computador ( que as vezes acaba antes do fim do filme) cansam. E aí a gente, como permacultores/as, vai procurando exercitar a simplicidade voluntária e achando soluções de baixa energia.

Soluções: vivendo com 5v 

O projeto de turbina eólica domiciliar está de pé. Ela está guardada, esperando o pessoal da Ong I love Wind Power, que vai nos ajudar a instalar.

Mas, o que tem mudado nossa rotina mesmo são pequenas soluções, como uma placa solar de baixa potência. (Sim, sabemos que placa solar também é insustentável. A energia –petróleo- que ela consome em sua produção é maior do que a que é capaz de gerar depois.) Mas, penso eu, precisamos começar de algum lugar e a gente não curte as hidrelétricas detonando nossos rios.

A placa é bem pequena (85w). Não temos geladeira, máquina de lavar… Nossa necessidade de luz se resume à iluminação nível leve nos cômodos da casa, suficiente para as atividades da noite. E descobrimos que também podemos carregar à 5v o celular e conectar um radinho USB para ouvir Raul Seixas e outros ídolos do rock e rock rural.

E o melhor: também dá para carregar o computador!  A maioria dos computadores funciona a 19v, ou seja, não precisamos de 127v ou 220v, que é a tensão habitual no Brasil, para fazê-los funcionar. Com um adaptador caseiro, é possível ligá-lo na saída USB do inversor e… sim! A bateria de carro, que está conectada à placa solar, é suficiente para carregá-los.

E é assim que eu e Peter temos aplicado os conceitos de Holmgren e da permacultura

no que se refere a viver com baixa energia!

Uma coisa que comecei a perceber somente depois de começar a viver assim é que a eletricidade altera bastante o nosso próprio campo de energia. Sempre que vou à cidade e a lugares super iluminados ou cheios de aparelhos eletro-eletrônicos e redes wifi, sinto que fico mais cansada e alterada, mais distante do meu equilíbrio natural.

Liquidificador manual

Ah! Temos um liquidificador manual!

E somos bem felizes!

 

1 Comentário


  1. Achei esse artigo muito interessante….
    Tenho interesse de diminuir minha dependência à eletricidade…
    Gostaria de morar de forma a gastar menos água e energia, assim diminuir o impacto ambiental e economizar nas contas também….
    Nota dez pela iniciativa….

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *